07.04.2018

Não só pelo vinho… Porto!

Europa, Viagens

Da série ainda vou morrer com os meus preconceitos, apresento-lhes PORTO!

Sinceramente não sei porque cargas d’agua eu resisti tanto a ir lá, quem me conhece sabe que eu tinha um “probleminha” com Portugal, mas Porto demorou ainda mais e eu fiquei de queixo no chão quando fui.

Vale dizer que vale muito a pena ir e reservar pelo menos 3 dias, é o minimo para aproveitar de tudo que esse cantinho delícia tem para oferecer.

Abaixo o TOP 5 para deixar aquele gostinho de quero ir agora, tá!

Pra começar o centro histórico é classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO, logo sebo nas canelas que cada esquina é um flash.

Segundo pra quem é de Salvador e Recife é extremamente interessante ver as referências de nomes e arquiteturas, é como se você fosse conhecer o sogro e conhecesse uma versão mais velha de seu crush. (essa comparação foi péssima).

  1. Igreja de Santo Idelfonso

Encontra-se na praça da Batalha e serve de início para a caminhada de descobertas, fora que esses azulejos são tão lindinhos.

Cara de turista tentando se enquadrar…

 

2. Estação de São Bento

Vou me repetir dizendo que sou a louca do azulejo, mas essa estação além de funcional, sim porque podia ser um museum, é lindíssima!

Confesso que fui umas 4 vezes sem necessidade, só pra ficar admirando os registros nos azulejos que retrata o Infante D. Henrique na conquista de Ceuta.

 

 

 

 

3. Ruas e comércio

É obvio que quem converte não se diverte e converter Euro é uma facada! Mas foi uma grata surpresa descobrir que os preços praticados em Porto são um dos mais baratos da Europa.

Na primeira noite fiquei abismada com o valor do prato de tão em conta e olhe que eu já tinha ficado maravilhada com o valor praticado em Lisboa.

Desde vinhos, perfumes e roupas com preços melhor que no dutyfree.

 

Parece com Recife Antigo vai…

Me dei bem!

 

Aqui tava jurando que tava na Avenida Sete…

 

4. Sé do Porto

Só pela paisagem já vale a subida, Catedral lindíssima honra os 100 anos para ficar pronta. Várias reformas depois e se você se tiver um olhar clínico perceberá influências romana, gótica e barroca, antes que vocês achem que eu tenho veia para arquitetura, colei essa informação do Wiki.

 

Subidinha da ladeira!

 

Aquela olhada para baixo e não sei se fiquei sem fôlego por despreparo físico ou pela vista mesmo!

Bem gótica suave!

 

Isso aqui é o Peulorinho achei meio parecido com a de Brennand em Recife, talvez ele tenha tido uma inspiração dessa aqui…

Por um momento achei que estava na Pistinha… entendedores, entenderão!

Mais uma de longe! Recuperando o fôlego!

 

5. Rio Douro em Porto

Vou usar o wiki sem tirar nem pôr.

“O rio Douro (em espanholDuero) é um rio que nasce em Espanha na província de Sória, nos picos da Serra de Urbião, GPS (42.007121, -2.879944), (Sierra de Urbión), a 2080 metros de altitude e atravessa o norte de Portugal. A foz do Douro é junto às cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Tem 897 km de comprimento e é o terceiro rio mais extenso da península Ibérica.

UNESCO incluiu, em 14 de Dezembro de 2001, a Região Vinhateira do Alto Douro (45°68′ N, 5°93′ W) na lista dos locais que são Património da Humanidade, na categoria de paisagem cultural.”

 

A paisagem é belissima e vale muito a pena ficar na observância do movimentar da cidade com uma brisa gostosa na cara.

E dá aquela viajada observando a Ponte D. Luis I feita em 1888 para ligar Porto a Vila Nova de Gaia, povo inteligente, né non?

Vale ir na Ribeira do Douro e aproveitar o por do Sol bebericando um bom vinho!

Devo confessar que depois disso fui para ao El Corte Inglês e me joguei no consumismo desenfreado e antes que me esqueça a área de alimentação é fantástica e o preço vocês já sabem!

 

Não, você não está enganado e eu não sou caduca! é TOP 5 mesmo, mas pra quem gosta de vinho segue abaixo.

6. Real Companhia Velha

Têm-se varias vinícolas espalhadas pelo Rio Douro, afinal Porto é uma cidade conhecida pelo seu vinho. Escolhemos a Real Companhia Velha por ter um passeio saindo próximo a estação e porque eu amo vinho!

Adoro a parte da visita guiada, de conhecer a historia, fabricação, a forma de armazenamento dos barris e claro a degustação!

Trouxe várias garrafas, achei meio licor! Mas sou o “ó” quando o assunto é vinho! Estou aprendendo desde então!

Atenção para o barril com a minha idade e essa outra de mil trezentos e bolinhas!!!!!!

Cidade lindinha, gostosinha, acredite vale muito a pena!

 

beijos, Kátia Michelle
Escreva o seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Topo